Artigos

Segurança no serviço prestado: a importância do controle de qualidade

Quando o assunto é saúde, a segurança no serviço prestado deve ser levada muito a sério. Por isso, o rigoroso controle de qualidade torna-se imprescindível. Quer saber como isso acontece durante o processamento e a esterilização de materiais por óxido de etileno? Então, continue com a gente, porque esse é o foco deste post.

 

Para começar, é necessário que a empresa prestadora do serviço opere em instalações especificamente construídas, respeitando e cumprindo sempre a legislação vigente sobre o assunto. A utilização de equipamentos modernos faz com que a limpeza completa dos materiais médicos seja realizada com excelência. Outro ponto essencial é que ela invista no treinamento constante da equipe que coloca a mão na massa, já que os profissionais devem estar sempre atualizados.

 

Na rotina de trabalho para garantir qualidade, existem alguns fatores primordiais. Entre eles, a remoção dos biofilmes é o principal alvo do processamento. Esses componentes são todas as células, microrganismos e polissacarídeos extracelulares presentes no material. Além disso, a preocupação com a água de enxágue deve ser presente, já que ela precisa estar livre de agentes tóxicos, como a endotoxina e o pirógeno.

 

Para se ter a garantia de que o processo de limpeza é eficaz para a remoção de qualquer composto orgânico, testes de validação e monitoramento da limpeza devem ser realizados constantemente,  utilizando-se produtos já consagrados no mercado, que conseguem medir qualitativa e quantitativamente a qualidade da limpeza e do enxágue do material.

 

A importância do sistema de rastreabilidade

A rastreabilidade na saúde é essencial para o acompanhamento do trabalho de esterilização. Como uma exigência mundial, esse recurso, quando realizado com métodos modernos e qualificados, proporciona transparência e possibilita a verificação de dados. De forma individual, por meio de uma etiqueta 2D — código bidimensional —, os materiais são rastreados constantemente. Dessa forma, é possível ter acesso a todo o histórico do artigo.

 

Os processos realizados com o rastreamento individual são fundamentais para o controle de qualidade. O sistema conduzido via web, adotado pela OXETIL FGF, por exemplo, destaca-se por oferecer objetividade e eficácia. Por meio dele, o controle de utilização do produto é rigoroso e gera informações precisas. Como resultado, é possível oferecer, acima de tudo, segurança para os clientes.

 

Entre os dados disponíveis pela rastreabilidade individual estão: o número de prontuário do paciente que esteve em contato com o material, a quantidade de processamentos permitidos e dos que já foram realizados, além de todos os laudos da esterilização. A excelência de todo o processo está diretamente ligada ao controle de qualidade e à garantia de preservação.

 

Controle de qualidade na esterilização por óxido de etileno

Conforme recomendado pela Portaria Interministerial n° 482, de 1999, em todos os lotes de esterilização deve acontecer a análise cromatográfica de gases residuais. O objetivo é analisar os possíveis resíduos de óxido de etileno, etilenoglicol e etilenocloridrina nos materiais processados.

 

Depois da análise, o cromatograma e o laudo de cromatografia devem ficar à disposição dos clientes. Isso é que é transparência, não é mesmo? A prestadora do serviço deve realizar, ainda, testes de esterilidade em todos os lotes. Eles revelam a presença de bactérias e fungos nos artigos usados na área da saúde.

 

Aposte em uma empresa que, em todas as etapas — da rastreabilidade à esterilização —, certifica o controle de qualidade do processamento. A OXETIL FGF oferece tudo isso. Entre em contato com um de nossos especialistas e descubra a melhor forma de reduzir seus gastos e ter segurança em seu material!