Artigos

Importância da esterilização – procedimento pode salvar vidas

A importância da esterilização é tão grande que não é absurdo falar que o procedimento pode salvar vidas. Quando falamos de ambientes hospitalares, isso é ainda mais verdadeiro.

 

Nesses ambientes, a incidência de microrganismos que podem causar doenças graves é muito maior. Ademais, pacientes, de uma maneira geral, apresentam um sistema imunológico mais debilitado. Com isso, a chance de uma infecção grave é muito maior.

 

Existem casos de doenças, como hepatites B e C, por exemplo, transmitidas por instrumentos que foram limpos, mas não esterilizados. Em casos mais graves, como em procedimentos oftalmológicos, a falta de esterilização levou pacientes à cegueira.

 

Para garantir a saúde e a segurança de profissionais e pacientes, o ideal é submeter os materiais a um procedimento para a eliminação dos microrganismos danosos.

 

O que é esterilização?

 

A esterilização é um processo que visa a destruir todas as formas de vida microbianas que possam contaminar materiais e objetos. São eliminados durante a esterilização organismos como vírus, bactérias e fungos.

 

A esterilização de materiais pode desenvolver-se através de diferentes processos químicos e físicos. Esse processo é tão eficaz que a probabilidade de um microrganismo submetido ao processo de esterilização sobreviver é menor que uma em um milhão (10-6).

 

Desinfetar é a mesma coisa?

 

Uma das maiores dúvidas de quem atua na área da saúde é se a importância da esterilização é um fato ou um mito. Alguns profissionais acreditam que apenas desinfetar alguns materiais é suficiente.

 

A verdade é que o processo de desinfecção, apesar de ser eficaz para a eliminação dos organismos causadores de doenças, não destrói os esporos e alguns tipos de vírus. Dessa forma, só desinfetar pode não ser suficiente.

 

Além disso, a esterilização garante:

 

  • segurança para pacientes e profissionais;
  • obediência às normas legais estabelecidas pela Anvisa;
  • maior vida útil aos materiais médicos;
  • economia e otimização de recursos.

 

Qual é o melhor método?

 

Existem diversos métodos para eliminar, de maneira efetiva, todos os microrganismos, e a escolha de qualquer um deles não diminui a importância da esterilização. Entretanto, a esterilização por óxido de etileno é considerada uma das mais eficientes quando falamos da preservação do material esterilizado.

 

Esse método é indicado principalmente para aqueles materiais que não podem ser expostos a calor ou a agentes líquidos. Desse modo, não existe forma melhor para processar materiais respiratórios e de endoscopia.

 

Vale destacar que esse procedimento não é algo simples. Ele envolve riscos e diversos procedimentos minuciosos que devem ser seguidos para que a esterilização ocorra corretamente.

 

A importância da esterilização para clínicas e hospitais de pequeno e médio porte

Todo estabelecimento da área da saúde precisa dar exemplo quando o assunto é a segurança de seus produtos e materiais. Para que isso aconteça, é preciso que os métodos de limpeza e esterilização estejam sempre atualizados, não importa o porte da empresa. O princípio básico que deve reger a manipulação de materiais é a prevenção e a diminuição de riscos.

 

Contar com uma empresa terceirizada e especialista no assunto pode ajudar (e muito) quem não possui espaço para implementar uma Central de Material e Esterilização. A escolha do parceiro certo, com equipe qualificada e habituada a seguir as determinações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é fundamental para ter todos os benefícios da esterilização.

 

Se você já percebeu a importância da esterilização e está à procura de um parceiro qualificado para ajudar na tarefa de cuidar de seus materiais e produtos, conheça as soluções da OXETIL – empresa especializada em processamento e esterilização de produtos para saúde, presente há mais de 18 anos no mercado!

 

A esterilização pode salvar vidas!